Revista de Gestão Revista de Gestão
Revista de Gestão 2016;23:286-97 - Vol. 23 Núm.4 DOI: 10.1016/j.rege.2016.09.001
Gestão e Sustentabilidade
Sustentabilidade e o mercado financeiro: estudo do desempenho de empresas que compõem o índice de sustentabilidade empresarial (ISE)
Sustainability and financial market: performance study of companies that composes the corporate sustainability index (ISE)
Renan Gazarini Cristófalo, , Alexis Shinji Akaki, Tatiana Camasmie Abe, Rogério Scabim Morano, Simone Georges El Khouri Miraglia
Universidade Federal de São Paulo, São, SP, Brasil
Recebido 31 Março 2016, Aceitaram 21 Agosto 2016
Resumo

Nas últimas décadas, o tema sustentabilidade tem sido profundamente discutido por meio das conferências e estabelecimento de protocolos internacionais, o que obrigou o mundo corporativo a adaptar‐se aos novos anseios da sociedade e do Estado que buscavam o equilíbrio das esferas social, ambiental e econômica. No mercado de capitais o impacto foi refletido por meio do surgimento de carteiras teóricas compostas por empresas consideradas benchmark na gestão corporativa sustentável. Este estudo tem como propósito avaliar o desempenho de empresas que compõem o Índice de Sustentabilidade Empresarial da BM&FBovespa (ISE), em contraponto com empresas de mesmo segmento econômico ausentes do índice, no intuito de observar se práticas de sustentabilidade colaboram na valorização das ações das empresas. Foram analisadas oito empresas pertencentes a quatro segmentos diferentes, de 2006 a 2014. Consideraram‐se os aspectos quantitativos, como volatilidade dos preços das ações e valorização. Os resultados demonstraram que, sob o ponto de vista estritamente quantitativo, as empresas que compõem o ISE do segmento de bancos e petroquímicos apresentaram bom desempenho, enquanto as empresas do segmento de energia elétrica e de papel e celulose apresentaram desempenho insatisfatório. Dessa forma, não foi possível determinar uma correlação específica entre o ISE e a valorização das ações ou sua volatilidade.

Abstract

In recent decades, the sustainability theme was thoroughly discussed by conferences and establishing protocols. Therefore, corporations had to adapt to the new expectations of the society and the government that seek the balance between social, environmental and economic spheres. The impact on the capital market reflects the creation of theoretical portfolios composed by companies considered benchmark in sustainable corporate management. In this context, the research's objective is to evaluate the performance of corporations listed on the Corporate Sustainability Index of São Paulo Stock Market (ISE), in opposition to companies of the same economic sector but which are absent from this index. Eight companies belonging to four different segments were analyzed in the 2006 to 2014‐time period, considering quantitative aspects such as volatility of stock prices and profitability were evaluated. The results showed that from a strictly quantitative point of view, based on the companies that this paper have considered, those listed on the index and from Banks and Petrochemical segments had a good performance, while the ones from Electricity and Paper segment showed unsatisfactory performance. In this sense, it was impossible to determine a specific relationship between ISE and appreciation of shares or their volatility.

Palavras‐chave
Sustentabilidade, ISE, Mercado financeiro, Desempenho
Keywords
Sustainability, ISE, Financial market, Performance
Revista de Gestão 2016;23:286-97 - Vol. 23 Núm.4 DOI: 10.1016/j.rege.2016.09.001