Revista de Gestão Revista de Gestão
Revista de Gestão 2017;24:13-23 - Vol. 24 Núm.1 DOI: 10.1016/j.rege.2016.08.002
Human Resources and Organizations
Human Resources practices and inclusion of people with disabilities in the hotel industry of Belém, Brazil: a multiple case study
Práticas de Recursos Humanos e inserção de pessoas com deficiência na rede hoteleira de Belém, Brasil: um estudo de múltiplos casos
Maria Auxiliadora Diniz de Sáa,, , Maria Ilma de Melo Oliveiraa, Sonia Maria Rodrigues Calado Diasa, Maria de Lourdes Azevedo Barbosab
a Faculdade Boa Viagem, Recife, PE, Brazil
b Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE, Brazil
Recebido 13 Julho 2012, Aceitaram 09 Agosto 2016
Abstract

The hospitality market has as a main goal to show a place that is perfect and beautiful. In order to serve the needs of guests, hotels depend on professionals that have much, few, or almost no contact with the guests. For these professionals, things such as good appearance, good diction, perfect hair and nails are required in order to meet the hotel market standards. Based on this, this work sought to figure out how these organizations react to the insertion of disabled professional in the working place, through the analysis of the Human Resource practices of three hotels Belém, Pará, northern Brazil. This research follows a qualitative approach. Data collection was made through interviews and non-participant observations. Data analysis was made through Content Analysis. The results identified the Human Resource practices set on the insertion of people with disabilities, compared them, and found that only one hotel works with all HR practices studied. In all studied hotels, it was noticed that during the selection the main focus was on the type and severity of the disability, excluding the most severe ones. The absolute criteria is the search for a lighter disability and not the search for the specific skills needed to fulfill a position. This led to the belief that the mere insertion of people living with disabilities in a company does not necessarily means that they are really being included, this information should serve as a reflection for companies and future studies on the topic.

Resumo

O ambiente hoteleiro é voltado para mostrar sempre um lugar que prima pela perfeição e pela beleza, atributos que se materializam na aparência física do hotel, tanto interna quanto externamente. Para dar suporte às necessidades dos hóspedes, os meios de hospedagem dependem, em sua quase totalidade, da atuação de profissionais com variadas qualificações que têm muito, pouco ou quase nenhum contato com os hóspedes. O Departamento de Recursos Humanos (RH) é o responsável por buscar pessoas com as competências necessárias ao atendimento das necessidades da organização e consequentemente dos hóspedes. Itens como boa aparência, boa dicção, cabelos e unhas bem feitos etc. fazem parte dos pré-requisitos para se enquadrar nos padrões das empresas hoteleiras. Nesse contexto, buscou-se entender como a cultura dessas organizações reage à inserção profissional das pessoas com deficiência no ambiente de trabalho. Para tanto, foi feito um estudo de múltiplos casos, em que foram selecionados, como unidades de análise, três hotéis: Independente, de Rede Nacional e de Rede Internacional da cidade de Belém, Estado do Pará. A abordagem adotada nesta pesquisa foi de natureza qualitativa, tanto na coleta quanto na análise dos dados. A base para a análise dos dados foram as transcrições do conteúdo das entrevistas e das anotações colhidas no diário de campo. Salienta-se que o exame dos resultados foi feito por meio da análise de conteúdo. Dos resultados encontrados, os mais relevantes foram: a existência de elementos da cultura organizacional, tais como valores, crenças, mitos, tabus, pressupostos, normas, histórias, rituais e cerimônias e como cada um desses elementos interfere na inserção de pessoas com deficiência; bem como a identificação das práticas de gestão de recursos humanos adotadas na inserção de funcionários com deficiência. Por fim, conclui-se que dos três hotéis, apenas o de Rede Internacional trabalha todas as práticas que fizeram parte deste estudo e que os outros dois usam apenas as práticas de recrutamento e seleção.

Keywords
People with disabilities, Human Resources, Organizational culture, Hospitality.
Palavras-chave
Pessoa com deficiência, Recursos humanos, Cultura organizacional, Hotelaria
Revista de Gestão 2017;24:13-23 - Vol. 24 Núm.1 DOI: 10.1016/j.rege.2016.08.002