Revista de Gestão Revista de Gestão
Revista de Gestão 2017;24:72-84 - Vol. 24 Núm.1 DOI: 10.1016/j.rege.2016.10.003
Ensino em Administração
Estilos de aprendizagem e jogos de empresa: a percepção discente sobre estratégia de ensino e ambiente de aprendizagem
Learning styles and business simulation games: students’ perception about teaching strategy and learning environment
Marco Aurélio Butzkea,, , Anete Albertonb
a Centro Universitário para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí, Rio do Sul, SC, Brasil
b Universidade do Vale do Itajaí, Rio do Sul, SC, Brasil
Recebido 19 Abril 2016, Aceitaram 04 Agosto 2016
Resumo

Os estilos de aprendizagem demonstram o comportamento de indivíduo e sua capacidade de perceber e processar informações. O uso de jogos de empresas baseados em simulação, como estratégia de ensino e ambiente de aprendizagem, propicia a participação ativa do aluno no processo de ensino aprendizagem e, dessa forma, há um desafio de identificar como eles aprendem e respondem àquilo que estão estimulados. O objetivo desta pesquisa é analisar a relação entre os estilos de aprendizagem e a percepção dos alunos na aplicação de jogos de empresas como estratégia de ensino e ambiente de aprendizagem. As percepções dos alunos sobre estratégia de ensino foram coletadas por meio do instrumento de pesquisa sobre os fatores facilitadores do aprendizado e ambiente de aprendizagem. A análise dos resultados foi feita por meio de técnicas de estatística descritiva, análise fatorial e análise de variância. Como principais resultados, os estilos de aprendizagem apresentaram diferença significativa na estratégia de ensino nas dimensões de processamento e de entrada. Na dimensão de processamento, as diferenças significantes foram apresentadas no fator relacionado à resolução de problemas, enquanto na dimensão de entrada as diferenças foram no fator sobre o comportamento gerencial. Em relação à qualidade do ambiente virtual, os estilos de aprendizagem não foram significantes para a dimensão de percepção e apresentaram diferenças significante na dimensão de processamento para a utilidade percebida, na dimensão de entrada para a qualidade de informação e na dimensão de organização para a facilidade de uso.

Abstract

Learning styles show the individual's behavior and their ability to perceive and process information. The use of business simulation games as a teaching strategy and learning environment, promotes the active participation of students in teaching and learning process and thus there is a challenge to identify how they learn and answer what are stimulated. The purpose of this paper is to analyze the relationship between learning styles and perceptions of students in the application of business simulation games as a teaching strategy and learning environment. Students’ perceptions on teaching strategy and learning environment were collected through the instrument of the skills acquisition and the quality of the virtual environment. The analysis was performed using descriptive statistics techniques, factor analysis and analysis of variance (ANOVA). The main results, learning styles differ significantly as a teaching strategy in the processing and input dimensions. In the processing dimension, significant differences were presented in the factor related to problem solving, while the input dimension were the factor on managerial behavior. Regarding the quality of the virtual environment, learning styles were not significant for the perception dimensions and showed significant differences in the processing dimension for the perceived usefulness, the input dimension to the quality of information and the organization dimension for ease of use.

Palavras‐chave
Jogos de empresas, Metodologias ativas de ensino, Estilos de aprendizagem
Keywords
Business simulation games, Active learning methodologies, Learning styles
Revista de Gestão 2017;24:72-84 - Vol. 24 Núm.1 DOI: 10.1016/j.rege.2016.10.003