Revista de Gestão Revista de Gestão
Revista de Gestão 2017;24:97 - Vol. 24 Núm.2 DOI: 10.1016/j.rege.2017.02.003
Editorial
Adriana Marotti de Mello
Editora‐chefe, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP), São Paulo, SP, Brasil
Prezados leitores e leitoras,

Uma revista científica é construída a partir do trabalho de diferentes atores: autores, editores, assistentes editoriais e de produção e, sobretudo, revisores. Todos nós, pesquisadores, atuamos pelo menos em dois desses papéis, muita vezes simultaneamente: ora como autores, ora como revisores. O revisor é um parceiro fundamental na construção de uma revista científica de qualidade e na criação e disseminação do conhecimento.

Hoje temos mais de 500 revisores cadastrados na REGE. Sabemos da dificuldade que é encaixar mais uma atividade em nossa corrida rotina de pesquisador. Portanto, temos muito que agradecer aos colegas que aceitam nosso convite para revisar um artigo para a REGE. É muito difícil fazê‐lo nominalmente a todos que contribuem. Fica aqui então registrado o nosso mais sincero e profundo agradecimento a todos que se dispõem a colaborar. E como forma de demonstrar nossa gratidão, todos os revisores da REGE ganham acesso gratuito ao conteúdo do portal ScienceDirect por 30 dias.

Neste número 2 de 2017 trazemos oito artigos de oito diferentes áreas da Gestão: Finanças, Estratégia, Produção e Operações, Administração Agroindustrial, Tecnologia da Informação, Empreendedorismo, Gestão de Pessoas e Marketing.

O artigo n°. 1, da área de Finanças, de autoria de Edison Simoni da Silva, Eduardo Kazuo Kayo e Iran Siqueira Lima, tem por objetivo estudar a relação entre dupla listagem, nos Estados Unidos (EUA) ou na Espanha, e a alavancagem e a maturidade da dívida das empresas listadas em bolsa no Brasil.

O segundo artigo, dos autores Vitor Rodrigues Zenaide e Luciano Thome e Castro, traz discussões importantes sobre o que é Inteligência Competitiva e suas aplicações nos processos decisórios da empresa, busca agregar novos conhecimentos ao arcabouço teórico, bem como da prática organizacional.

Já o artigo n°. 3, da área de Operações, discute a competitividade do cluster de negócios em moda do Polo do Bom Retiro, em São Paulo. Os autores são Helder Aguiar, Cristina Espinheira Costa Pereira, Denis Donaire e Paulo Tromboni de Souza Nascimento.

Geraldo Magela Jardim Barra e Marcelo Bronzo Ladeira, no artigo n°. 4, construíram um modelo de maturidade para processos de certificação no sistema agroindustrial do café.

O artigo n°. 5, da área de Tecnologia da Informação, da autoria de Geovane Paulo Sornberger, Norberto Hoppen, Eduardo Henrique Rigoni, Amarolinda Klein e Arlete Redivo, traz uma interessante discussão sobre um tema recente, a governança em comunidades virtuais de negócio.

O próximo artigo trata de Empreendedorismo: o artigo n°. 6 propõe‐se a investigar pressupostos sobre como as relações entre indicadores macroeconômicos e variáveis de capacidade empreendedora de uma população podem contribuir para a propensão ao risco dos indivíduos de um país. Os autores, do Estado do Ceará são: Marcio de Oliveira Mota, Michelle do Carmo Sobreira, Mayron Sampaio do Vale e Luzianne Cardoso da Costa Nogueira.

No artigo n°. 7, Leilianne Michelle Trindade da Silva Barreto, Lindolfo Galvão de Albuquerque e Carlos Alberto Freire Medeiros avaliaram o grau de desenvolvimento de capacidades organizacionais na hotelaria do Nordeste brasileiro.

E, finalmente, o oitavo artigo de nosso número 2 traz um trabalho de Marketing, no qual Graciela Cristina Geraldo e Emerson Wagner Mainardes estudaram o comportamento do consumidor on line, por meio de uma pesquisa sobre os fatores que afetam a intenção de compra.

Desejamos a todos uma ótima leitura!

Revista de Gestão 2017;24:97 - Vol. 24 Núm.2 DOI: 10.1016/j.rege.2017.02.003