Revista de Gestão Revista de Gestão
Revista de Gestão 2017;24:235-46 - Vol. 24 Num.3 DOI: 10.1016/j.rege.2016.08.003
Finanças
Reflexo das operações de fusões e aquisições nos indicadores financeiros das empresas brasileiras de capital aberto
The effects of mergers and acquisitions on financial ratios of Brazilian publicly traded companies
Luana Batista Vieira, , Suzana Schneider Brito, Juliane Regina Bettin Santana, Simone Leticia Raimundini Sanches, Edwin Vladimir Cardoza Galdamez
Universidade Estadual de Maringá (UEM), Maringá, PR, Brasil
Received 15 February 2016, Accepted 15 August 2016
Resumo

O objetivo deste artigo é analisar se há diferenças nos indicadores de liquidez, rentabilidade e alavancagem das empresas brasileiras de capital aberto que efetuaram operações de fusões e aquisições de 2010 a 2014. Essas operações são mecanismos de reestruturação societária e de obtenção de sinergias operacionais e financeiras. Foram analisadas as demonstrações financeiras referentes a quatro trimestres ex ante e ex post das empresas compradoras e resultantes de 23 processos de F&A, cujos dados foram tratados a partir de uma abordagem qualitativa (modelos Fleuriet e DuPont) e quantitativa (teste de Wilcoxon). Para tanto, foram calculados os indicadores de Necessidade de Capital de Giro, Capital de Giro, Saldo de Tesouraria e Retorno sobre o Patrimônio Líquido, esse último decomposto em Margem Líquida, Giro do Ativo Total e Alavancagem. Os principais resultados apontam que, em curto prazo, há uma pioria dos indicadores de liquidez provocada principalmente pelo aumento da necessidade de capital de giro, com diferença estatística significante. Já para a rentabilidade e alavancagem essa diferença não foi confirmada. Conclui‐se que essa piora é tempestiva ao período imediato à operação de aquisição e fusão, podem ser restabelecidas a situação financeira e a rentabilidade em períodos subsequentes se a sinergia operacional e financeira for atingida.

Abstract

The purpose of this paper is to analyze if there are differences in the liquidity, profitability and leverage ratios of Brazilian publicly traded companies that went through mergers and acquisitions between 2010 and 2014. These operations are mechanisms of corporate restructuring and to obtain operational and financial synergies. The analysis observed the financial statements of four quarters ex ante and ex post of the acquiring and resulting companies relative to 23 mergers and acquisitions operations, whose data were treated under a qualitative (Fleuriet and DuPont models) and a quantitative (Teste de Wilcoxon) approaches. Therefore, the financial ratios calculated were Working Capital Need, Working Capital, Cash Balance and Return on Equity, this last was decomposed in Profit Margin, Asset Turnover and Leverage. The main findings suggest that in the short term occurred a deterioration of the liquidity, which was primarily due to an increase of working capital need, that presented differences statistically significant, whereas to profitability and leverage this difference statistically significant was not confirmed. In conclusion, the deterioration found is timely to the immediate period after the merger and acquisition operation and the financial situation and profitability can be reestablished in the subsequent periods if the operational and financial synergies are achieved.

Palavras‐chave
Modelo DuPont, Modelo Fleuriet, Fusões e aquisições
Keywords
DuPont Model, Fleuriet Model, Mergers and acquisitions
Revista de Gestão 2017;24:235-46 - Vol. 24 Num.3 DOI: 10.1016/j.rege.2016.08.003